ESTILISTAS DA SPFW N47

Por Ana Laura Seren, 02/05/19 - 11hs00min.

Conheça as e os Estilistas que fizeram a SPFW N 47, todas as informações e fotos foram de pesquisas na internet.

 
Reinaldo Lourenço

Segunda-Feira
22/04/2019 - 19h45
(Externo - Farol Santander)


Reinaldo Lourenço
começou a fazer moda aos 15 anos. Participou do curso de estilismo do Studio Berçot de Paris, ministrado por Marie Ruckie.

Foi assistente de estilo da consagrada consultora de moda Costanza Pascolato.

Em 1984, ele decidiu explorar seu talento, partindo para carreira solo. 

Reinaldo Lourenço é, sem dúvida, um dos expoentes da moda brasileira.

Desde que iniciou no mercado de moda, suas coleções são divulgadas nas melhores revistas nacionais. Entre as revistas internacionais onde figura seu trabalho estão: 

Vogue Itália, Vogue França, Vogue Inglesa, In Red, Pretty Style, Mini, Madame Figaro, Jalouse, Elle Japão, Elle francesa, Collezione, entre outras.

Sua loja foi inaugurada, na Bela Cintra, nos Jardins São Paulo em 1990. E suas coleções são apresentadas todos anos na SPFW desde 1996.

(Fonte: www.soniagoncalves.com.br)

 

Lenny Niemeyer

Terça-Feira
23/04/2019 - 11h00
Externo - Pinacoteca

Lenny Niemeyer iniciou sua carreira de estilista em 1979, produzindo biquínis para grifes como Fiorucci, Bee, Richards e Andrea Saletto. Em 1991, Lenny decidiu criar sua própria marca e abrir sua primeira loja em Ipanema, no Rio de Janeiro. O lifestyle carioca é característica marcante das peças criada pela estilista, que produz além dos biquínis e maiôs, moda pós-praia, com roupas, bolsas e sapatos.

Atualmente, são 19 lojas próprias espalhadas por diversas cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Vitória, Trancoso, Salvador e Distrito Federal, além de 180 multimarcas por todo Brasil. A grife também exporta para diversos países, entre eles Estados Unidos, Inglaterra, França, Espanha, Itália, Dubai, Caribe, Canadá, Portugal e Dubai. As peças podem ser encontradas em lojas de departamento como Anthropologie, Shop Bop, Neiman Marcus, Wynn Resorts-USA, The Cove-Bahamas, Holt Renfrew-Canada, Heidi Klein-Londres, El Corte Ingles-Portugal, Beymen-Istambul, Sogo & Seibu-Japão.

Há mais de 20 anos Lenny vem representando a moda praia brasileira nas Semanas de Moda do Rio de Janeiro e São Paulo. Seus desfiles costumam ser os mais desejados da temporada de Verão, se destacando pela presença de grandes nomes do mundo da moda como Giselle Bündchen, Naomi Campbell, Isabelli Fontana e Izabel Goulart.

(Fonte: ABEST)

Especial:
Lenny Niemeyer

Por Ana Laura Seren

 

Patrícia Viera

Terça-Feira
23/04/2019 - 16h00
Sala 1

Patrícia Viera, carioca nascida em 3 de julho de 1956. Morou em Londres de 1975 a 1979, onde trabalhou para a estilista Sally Mee. Sua experiência com alta costura trouxe o gosto pelo acabamento artesanal, qualidade e atenção aos detalhes.

Voltando ao Brasil, é convidada por Mauro Taubman para cuidar da linha de sapatos da Company e Companhia dos Pés: ali nasce sua paixão pelo couro, matéria prima que não pararia mais de usar.

Patrícia cria sua marca em 1998. A convite de Robert Forrest passa a fazer showroom em Paris, Londres e Nova York duas vezes por ano atendendo a compradores como Barneys NY, Collete, Paul Smith, Biff & Banner, Joyce Hong Kong, Browns, Feathers, Bugatti, entre outras.

Em 2004 aceita proposta feita pela Dupla e desfila no line up do Fashion Rio. A partir de 2006 desfila em São Paulo pela SPFW. Em 2010 volta ao Rio convidada pelo Fashion BUSINESS e passa a integrar o salão de vendas e os desfiles.

No ano de 2011, junto de sua filha Andrea, inaugura a marca Pat Pat´s, criada para as filhas das clientes de Patricia Viera, tem produto bem feito, bem desenvolvido, jovem e atual

(Fonte: patriciavieira.com)

 

Fabiana Milazzo

Terça-Feira
23/04/2019 - 17h30
Sala 2

Fabiana Milazzo é graduada em moda pela Academia Italiana de Moda, Arte e Design, tem especialização em modelagem pelo Instituto Callegari, também na Itália, e sempre foi apaixonada por criar. E não só roupas, mas tudo que envolvesse qualquer tipo de processo criativo.

A paixão pela arte e a vontade de inovar fez com que ela desenvolvesse novas técnicas de bordados que, associadas às tradicionais, resultam em um trabalho handmade de efeito único nas texturas, relevos e padronagens coloridas.

A marca iniciou suas atividades em 2000. Hoje mantém 2 lojas próprias: uma em Uberlândia, Minas Gerais, cidade na qual também está localizada sua fábrica e uma flagship em São Paulo, no “coração” do bairro Jardins.

Há um ano e meio, a marca faz parte do line-up oficial da São Paulo Fashion Week, a maior semana de moda da América Latina, e desfila suas coleções nas duas edições anuais do evento.

Sofisticação, feminilidade e originalidade são características marcantes e se tornaram o DNA da marca, que busca o cuidado constante com o handmade e materiais diferenciados. Seja na parte festa, ou no casual, Fabiana cria peças versáteis e autênticas, que são verdadeiras preciosidades.

(Fonte: fabianamilazzo.com.br)

 

Lilly Sarti

Terça-Feira
23/04/2019 - 19h00
Sala 1

Lilly Sarti soube que seria estilista desde pequena, quando se interessava por moda e artes plásticas. Aos 19 anos colocou "a mão na tesoura" e começou a personalizar peças, além de desenvolvê-las para uso pessoal. Com o tempo suas amigas começaram a comprar e a pedir cada vez mais modelos. Meses depois, Lilly uniu-se em sociedade à irmã Renata, que também se interessa por moda e arte, para a criação da marca Lilly Sarti.

A marca Lilly Sarti ficou conhecida pelos badalados desfiles e coleções memoráveis. E foi após o primeiro desfile que Donata Meirelles, diretora da Daslu, apadrinhou a marca que até hoje é vendida com exclusividade no renomado complexo, palco dos últimos dois desfiles de lançamentos.

Com preocupação rara para uma marca jovem, Lilly e Renata não descuidam de detalhes e acabamento.  Abertas a todo tipo de informação, as irmãs não limitam seus temas e pesquisas. Gostam de tudo que tenha estilo e muito charme. Suas criações são baseadas em filmes, livros de moda e arte e, no comportamento atual.

Muitas personalidades consideradas cool, que sabem o que querem, são fãs de suas criações e as usam. As clientes da marca, por sua vez, fazem questão do tom clássico trazido pelas peças; esse tom é considerado diferencial da marca.

Jovem, mas muito bem estruturada, a marca Lilly Sarti já tem cerca de 40 pontos de venda pelo Brasil e está em plena expansão.

(Fonte: ABEST)

 
 

Bobstore

Terça-Feira
23/04/2019 - 20h30
Sala 2

A mistura bem dosada entre o visual boho-chic, jeanswear, casual wear e alfaiataria arrebatou as paulistas e, em pouco tempo, ganhou passe livre para os closets de mulheres - cheias de estilo e muito femininas - de todo o pai´s.

Fundada em 1996, a BOBSTORE trilha uma trajeto´ria de sucesso, impulsionada pela expansa~o constante. Sa~o cerca de 60 lojas pro´prias e franquias espalhadas pelas mais importantes capitais brasileiras. Os planos sa~o de incremento desses nu´meros. Faz parte desse aprimoramento conti´nuo o novo projeto visual das lojas. A atmosfera e´ a de uma casa, com direito a elementos que proporcionam bem-estar, como a trilha repleta de canc¸o~es moderninhas bem suaves. Adotado a partir deste ano, nele predomina a mistura contempora^nea de materiais que, naturalmente, traduz para a decorac¸a~o a imagem hi-lo das roupas. 

Desde 2012 integrando o casting seleto de marcas do grupo Inbrands, a BOBSTORE esta´ constantemente em evoluc¸a~o: de branding, infra-estrutura e tecnologia, ale´m do visual das lojas. Apesar da delicada economia atual brasileira, no momento a BOBSTORE colhe o resultado desse avanc¸o.

(Fonte: bobostore.com.br)

 

Gloria Coelho

Quarta-Feira
24/04/2019 - 10h45
FAAP

Nascida em Pedra Azul (MG), estudou no colegial técnico “IADE” no curso de comunicação visual e também no conceituado Studio Berçot em Paris com Marie Rucki. “Naquela época eu era uma força da natureza, só intuição. A Marie classificou o que eu fazia, me deu técnica.”

Em 1974 foi fundada a marca “G”, nome que permaneceu até o ano de 2000, quando a marca passa a ser chamada de “Glória Coelho”.

Além disso, Glória Coelho já desfilou suas coleções na “Madrid Fashion Week” (Espanha), no desfile beneficente em Isschot (Bélgica) e na Semana da Moda em Lisboa (Portugal) onde também teve suas coleções expostas no museu da cidade de Lisboa em 2004.

Já em 2007, seu primeiro livro lançado pela editora “Cosac Naify” na coleção “Moda Brasileira”. O segundo livro foi lançado em 2011 juntamente com a exposição “Glória Coelho . Linha do Tempo” no Museu da Casa Brasileira, sendo a exposição mais visitada desde a inauguração do museu.

Em seus 40 anos de história, a marca “Glória Coelho” já foi premiada diversas vezes como o “Phytoervas Fashion Awards”, Melhor Estilista 1997, Prêmio Champion of Fashion Targets Breast Cancer CFDA Foundation IBCC 2003, Prêmio Moda Brasil de Melhor Estilista do ano 2009/2010, Prêmio da revista Época São Paulo de Melhor Estilista do ano de 2010/2011, Prêmio Mulher Destaque 2013 e o Prêmio Shell de Teatro – Melhor Figurino 2014, 27ª edição.

(Fonte: gloriacoelho.com.br)

 

PatBo

Quarta-Feira
24/04/2019 - 12h00
(Externo - Rua Guaianases 1149)

PatBo

Criada em 2012 para ser a marca mais autoral de Patricia Bonaldi, a PatBo tem o mesmo espírito sofisticado e exuberante da primeira, mas carrega uma impressão mais ousada e fashionista.

Sempre com coleções amplas, transitando por evening, jeans, casual e beachwear, a estilista consegue atender a diversas ocasiões, gostos e personalidades, sem deixar para trás o seu DNA cosmopolita e moderninho.

Em novembro de 2013, a primeira loja PatBo foi inaugurada no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo. E, um ano depois, a marca fez sua estreia no SPFW, principal semana de moda do país.

Atualmente são 121 pontos de venda no Brasil e 17 fora do país, sendo 5 lojas próprias.

Mas é isso o que acontece quando a liberdade não encontra limites. Quando se propõe a explorar a alma feminina contemporânea em profusão de possibilidades, com expertise para a moda e a independência criativa.

(Fonte: patbo.com.br)

 

Another Place

Quarta-Feira
24/04/2019 - 15h30
Sala 1

A grife Another Place nasceu em Pernambuco, em 2015, com o estilo streetwear.

A marca é composta por três sócios: Rafael Albuquerque, Caio e Kika Pontual que apostam no sem gênero confortável e acessível. No geral, as peças são básicas, com boa modelagem e cores sóbrias, como preto e branco.

O processo criativo é focado na imagem. Eles constroem primeiro o conceito e o que querem contar com a coleção e em seguida, aliam isso aos pilares: conforto e qualidade.

A partir disso, desenvolvem as peças. Como a formação dos estilistas é em design, o processo acaba se assemelhando muito mais a um processo de design do que de moda, por isso não se preocupam se a cor ou a peça está em alta ou não. O importante é traduzir o que querem expressar, e que a peça seja confortável para o consumidor. O essencial é a roupa fazer o seu papel principal, vestir bem.

A principal inspiração da marca está nas pessoas que expressam sua personalidade e não vêem a masculinidade ou feminilidade como barreiras na escolha do que vestir.

A Another Place fez sua estréia no SPFW esse ano, após duas temporadas desfilando na Casa de Criadores.

E também foi única marca brasileira que integrou o line-up da NYFW, levando à passarela a moda unissex.

(Fonte: Folha de São Paulo)

 

Beira

Quarta-Feira
24/04/2019 - 16h30
Sala 2

Beira

A marca criada pela carioca Lívia Campos, foi lançada em janeiro de 2015 e possui um estilo minimalista e atemporal. Apesar de nascer no Rio de Janeiro, a grife tem como seu público alvo os paulistanos. É direcionada para o perfil masculino, mas as mulheres também são bem-vindas.

As peças apresentam silhuetas amplas, prezando o conforto. A seda é um dos tecidos prediletos de Lívia, que também investe em outras fibras naturais, como o algodão.

E é na arquitetura das roupas que a Beira se revela. Pregas e dobraduras criam movimentos surpreendentes, e o avesso recebe atenção especial. Afinal, o diferente que interessa a estilista.

Após desfilar no Veste Rio e mostrar a coleção no projeto Estufa, fez sua estréia na SPFW em abril de 2018 e colocou em pauta questões que permeiam os processos, as inovações e o futuro do setor da moda.

(Fonte: Vogue)

 

 

João Pimenta

Quarta-Feira
24/04/2019 - 17h30
Sala 1

João Pimenta começou a sua história no mundo da moda assim que saiu de Minas Gerais e chegou em São Paulo, no ano de 1987.

E hoje, ele é um dos principais nomes da moda masculina e sustentável. O passado de João, que gira em torno dos temas religiosos, folclóricos, artesanais e culturais dos povos brasileiros, fez com que o artista utilizasse materiais irreverentes em suas criações.

A Coleção Masculina Verão 2013 do estilista, por exemplo, foi inspirada na Folia de Reis e apresentada no São Paulo Fashion Week com cenário e roupas bastante características.

Mas, como João chegou na moda masculina? Em 2012, já bem sucedido e consagrado, Pimenta decidiu dar atenção especial ao mercado masculino , que tem um público gigante e com o qual poucos dão visibilidade.

Hoje, o estilista vende suas roupas para celebridades do mundo inteiro, incluindo o cantor Apl.de.ap do Black Eyed Peas. João Pimenta também exporta 5% de suas peças por ano (ele produz uma média de 10 mil peças).

Além de muito estilo e um visual diferenciado, marca registrada de João, o que vale para ele é ser reconhecido como um profissional que valoriza a cultura brasileira.

Recentemente, João Pimenta fechou sua loja e vai se dedicar à costura sob medida para homens, principalmente noivos. As peças mais comerciais serão vendidas por multimarcas por todo o Brasil.

(Fonte: Blog Passarela)

 

Amir Slama

Quarta-Feira
24/04/2019 - 18h30
Sala 2


Ex-professor de História, Amir Slama entrou para o mundo da moda em 1993 em uma parceria feita com a esposa Riva, quando inauguraram a Rosa Chá, uma das mais aclamadas marcas de moda praia do Brasil. Com o sucesso da companhia pelo país e consequentemente o mundo, Slama passou a se dedicar ainda mais a profissão, apresentar criações repletas de estilo e qualidade para o mercado, além de ganhar espaço certo entre os grandes estilistas brasileiros.

Alguns anos após a abertura da Rosa Chá no mercado, Amir Slama fundou a Associação Brasileira de Estilistas (Abest), organização que tinha como meta mudar a visão dos outros países com relação ao trabalho de moda realizado por estilistas brasileiros. Em 2011, quase vinte anos após o lançamento da Rosa Chá, Amir Slama se desligou da marca para se dedicar a sua marca de mesmo nome.

Com um desenho simples, porém repleto de estilo, Amir Slama tem como objetivo oferecer uma moda praia cheia de conforto, versatilidade e toque contemporâneo a quem a utiliza. Na lista das criações assinadas pelo estilista há um mix de peças que vão desde o visual mais básico até uma aparência marcante, cheia de cor e vibração. Os itens são perfeitos para moda praia, mas também podem ser usadas no dia a dia, especialmente durante estações quentes como primavera verão.

Fora da moda de praia, Amir Slama também contabiliza trabalhos realizados para a decoração de interiores, como a reformulação de uma consagrada marca de cama, mesa e banho que coordenou, e o lançamento de uma série de estampas para uma loja de casa e decoração. As ilustrações deste último trabalho são releituras de peças assinadas pelo estilista para a moda praia. Elas compõem conjunto de pratos, jogos americanos, bowls, estofados para jardim e muito mais.

(Fonte: westwing.com.br)

 

Modem

Quarta-Feira
24/04/2019 - 20h00
Sala 1

Modem

A marca surgiu do desejo de vestir mulheres de diferentes idades e lugares, com um gosto comum por detalhes e pela simplicidade.

O universo da marca gira em torno da evolução de um mundo cada vez mais digital e funcional. Por isso, a Modem tem uma conexão forte entre a arte e o design. O desenvolvimento criativo une formas e detalhes inspirados na arquitetura e nas artes plasticas, retratados em volumes, matérias-primas e estampas criadas a partir de técnicas manuais o e/ou com intervenções digitais.

Pensando na mulher contemporânea, a marca quer unir o design prático e atemporal, utilizando sempre um "savoir-faire" diferenciado em todo o processo; atendendo assim as demandas e os anseios presentes em nosso cotidiano.

(Fonte: ABEST)

 

Lino Villaventura

Quarta-Feira
24/04/2019 - 21h00
Sala 2

Lino Villa Ventura

Lino começou sua carreira em 1978, mas apenas em 1982 lançou a marca “Lino Villaventura” em Fortaleza, com parceria de Inez Villaventura.

Em 1987 participou de eventos e exposições nacionais e internacionais mostrando seu trabalho. Em 1996 participou do Morumbi Fashion, que depois passou a ser o São Paulo Fashion Week.

O estilista tem lojas próprias em São Paulo e Fortaleza, e também vende suas criações em lojas multimarcas de Brasília, Rio de Janeiro, Vitória, Belo Horizonte, Recife e Porto Alegre.

Outra faceta do trabalho do estilista é como figurinista de cinema e teatro. Lino fez os figurinos do filme Bocage, o Triunfo do Amor, e da peça teatral Dorotéia, uma Farsa Irresponsável em Três Atos, de Nelson Rodrigues, que lhe valeu uma indicação ao Prêmio Shell de Teatro de 1996.

O designer já desenhou looks exclusivos para a Xuxa e Hebe Camargo, além de já ter criado roupas para a boneca Barbie. Seu estilo é bem diferenciado. Utiliza uma modelagem mista, recortes variados e cores vivas. Possui como foco o público feminino, porém Lino trás alguns trabalhos no masculino também.

(Fonte: Olho Mágico)

 

 

Projeto Estufa | Aluf

Quinta-Feira
23/04/2019 - 15h00
Sala 2

Aluf Sob o comando da estilista paulista Ana Luisa Fernandes, a Aluf desenvolve suas criações com base na sustentabilidade.

Tingimentos naturais, fibras orgânicas e matéria-prima brasileira (como a semente de açaí!) compõem as peças, que trazem texturas e volumes super elaborados.


(Fonte: Estadão)

 

Projeto Estufa
Victor Hugo Mattos


Quinta-Feira
25/04/2019 - 15h15
Sala 2

Victor Hugo Mattos Diretor de arte, cenógrafo e designer de acessórios, o carioca Vitor Hugo Mattos passeia por diferentes áreas da criação.


Na moda, faz máscaras, adereços de cabeça, colares e braceletes maximalistas, de perfume barroco, mixando referências étnicas e pop.


(Fonte: Estadão)

 


Ca.Ce.Te Company

Quinta-Feira
25/04/2019 - 16h30
Sala 1

Cacete Company

A primeira coleção da Ca.Ce.Te Company, marca mineira comandada pela dupla Raphael Ribeiro, 32, e Tiago Carvalho, 31, lançada em abril de 2015, chegou pequenininha, com duas cuecas, uma t-shirt, duas regatas e uma camisa.

Tudo preto e branco “para não ter erro”. Hoje, o colorido continua sem fazer parte das coleções (eles pontuam, no máximo, com prateados e tecidos brilhantes), mas já produzem peças de alfaiataria, estampas próprias em seda feita com serigrafia manual e jeans.

Eles também participam do Projeto Estuda da SPFW e vestem famosos, como a cantora drag Pabllo Vittar (que usou as peças no clipe do hit da vez, “K.O.”), a funkeira Ludmilla (no clipe do também hit “Cheguei”), o ator Chay Suede e o apresentador Caio Braz.

O público da marca é muito variado. Mas é claro que, com o seu posicionamento e linguagem, ela acaba atraindo uma turma mais descolada.

O nome escolhido para a marca não passa batido. Quem escuta, ri. E quem vê alguma das peças, lê a palavrinha cacete por todos os lados.

Eles fazem questão de destacar em barras de calcinhas, cuecas, tops (seria uma versão debochada da Calvin Klein?) e também em moletons e sandálias.

(Fonte: Globo.com)

 

Top 5

Quinta-Feira
25/04/2019 - 17h30
Sala 2

A mistura bem dosada entre o visual boho-chic, jeanswear, casual wear e alfaiataria arrebatou as paulistas e, em pouco tempo, ganhou passe livre para os closets de mulheres - cheias de estilo e muito femininas - de todo o pai´s.

Fundada em 1996, a BOBSTORE trilha uma trajeto´ria de sucesso, impulsionada pela expansa~o constante. Sa~o cerca de 60 lojas pro´prias e franquias espalhadas pelas mais importantes capitais brasileiras. Os planos sa~o de incremento desses nu´meros. Faz parte desse aprimoramento conti´nuo o novo projeto visual das lojas. A atmosfera e´ a de uma casa, com direito a elementos que proporcionam bem-estar, como a trilha repleta de canc¸o~es moderninhas bem suaves. Adotado a partir deste ano, nele predomina a mistura contempora^nea de materiais que, naturalmente, traduz para a decorac¸a~o a imagem hi-lo das roupas. 

Desde 2012 integrando o casting seleto de marcas do grupo Inbrands, a BOBSTORE esta´ constantemente em evoluc¸a~o: de branding, infra-estrutura e tecnologia, ale´m do visual das lojas. Apesar da delicada economia atual brasileira, no momento a BOBSTORE colhe o resultado desse avanc¸o.

(Fonte: bobostore.com.br)

 

Neriage

Quinta-Feira
25/04/2019 - 18h00
Sala 1

Neriage

Neriage, é uma marca slow fashion de moda feminina, que combina de forma autoral e inusitada diversos tipos de tecidos, materiais e texturas em suas peças.

Fugindo do lugar comum e sem a intenção de comparar roupa com arte, a marca traz para o universo da moda o cuidado de uma obra de arte, onde a base é o corpo e a textura é a extensão dele.


(Fonte: Estilistas Brasileiros)

 

 

Handred

Quinta-Feira
25/04/2019 - 19h00
Sala 2

Handred

A marca de André Namitala, ocupa um lugar fora do tempo cronológico.

É balneário, fins de semana eternos, leveza e dias de sol. O conceito da marca é traduzido nas formas clássicas de alfaiataria sofisticada, porém fácil de usar, na leveza dos tecidos e no clima easy-chic das peças.

Nenhum detalhe escapa.

As peças são produzidas com rigor e as estampas imersas em sua identidade.

A Handred é atemporal, avessa às tendências e possui ar despretensioso e sofisticado.

As coleções desenhadas por André Namitala são compostas pelas roupas que se quer usar quando está de férias e que têm o espírito que se busca mesmo quando está no meio da cidade. Handred, entre trópicos.


(Fonte: Texbrasil)

 

Triya

Quinta-Feira
25/04/2019 - 20h00
Sala 1

Triya

Foi no cenário urbano da cidade de São Paulo que nasceu a Triya, de uma paixão em comum das amigas Isabela Frugiuele, Bebel Fioravanti e Carla Franco: praia, verão, sol.

Criada em 2005 a marca surgiu do desejo das sócias de ver algo novo nas praias brasileiras, com cor, com arte, com bossa. E foi com esse plano que Isabela, estilista da label e artista plástica por formação, desenhou o DNA jovem, solar, moderno e colorido da Triya.

Com três anos de vida a marca já havia conquistado seu espaço na mala das amantes da moda praia e fazia sua estreia nas passarelas do Rio Summer. Em 2009 passou a fazer parte do line-up do Fashion Rio e hoje integra anualmente o time de marcas que desfilam na São Paulo Fashion Week, se consolidando como uma das principais expoentes do beachwear brasileiro.

Hoje suas modelagens e estampas exclusivas são um sucesso no Brasil e começam a conquistar o mundo, além de renderem parcerias de sucesso com marcas reconhecidas como Track and Field, Adriana Barra, Conceito: firmacasa , Olympikus, Riachuelo...

Pensadas para mulheres atuais, versáteis, criativas, as peças tem como inspiração a natureza, a música, o cinema. A arte, em todas as suas formas, serve como o ponto de partida para as coleções.

Solar com DNA fresh e alto astral. A mulher TRIYA é leve, moderna, e levada pela paz do barulho do mar.

(Revista Glamuor)

 

Projeto Estufa | ÃO

Sexta-Feira
26/04/2019 - 15h00
Sala 2

ÃO

A marca paulista, da estilista Marina Dalgalarrondo, faz um tipo de moda experimental e bastante peculiar, trabalhando construções com volumes e cores peculiares.

Trabalha apenas com algodão algoda~o e sob encomenda.

(Fonte: Estadão)

 

Projeto Estufa | MiPinta

Sexta-Feira
26/04/2019 - 15h15
Sala 2

Mipinta

Mineiro radicado em Bruxelas, Fernando Miro é o responsável pela Mipinta, que despontou na cena européia com uma coleção que mistura sportswear e cultura queer. Ele deve começar em breve, um estágio na Louis Vuitton.

(Fonte: Estadão)

 

Cotton Project

Sexta-Feira
26/04/2019 - 16h00
Sala 1

Cotton Project

Cotton Project  é uma marca de lifestyle muito bacana que  desfilou na Casa de Criadores no ano passado  e chegou na passarela do  SPFW em 2016 .

A sua moda tem um clima básico charmoso que conquista cada vez mais adeptos e tem tudo a ver com um momento em que a indústria fashion precisa mostrar mais roupa e menos firula na passarela. Mas existe uma diferença entre marcas que se adaptaram a isso e a Cotton: ela é genuína, e dá pra perceber que tudo aqui é autêntico.

O diretor criativo Rafael Varandas e o estilista Acácio Mendes não colocariam um look que não gostariam de ver por aí na passarela; e como eles têm bom gosto, isso garante o clima “moderno sem fórceps” do desfile.

(Fonte: Lillan Pacce)

 

 

Apartamento 03

Sexta-Feira
26/04/2019 - 17h30
Sala 2

Apartamento 03

A primeira coleção surgiu em 2006, com uma encomenda feita pela stylist (e amiga) Mariana Sucupira, que pediu peças exclusivas para um ensaio. O que começou como uma pequena produção de peças virou a incubadora do que é hoje a Apartamento 03. O nome veio do lugar onde o estilista Luiz Cláudio atendia: seu próprio apartamento em Belo Horizonte.

Em sete anos a marca passou por grandes mudanças: mudou de endereço, aumentou o número de funcionários, o tamanho do ateliê, fez sua estréia nas passarelas e se fez presente em 19 estados do Brasil. O que continua é o desejo de construir uma moda surpreendente, intrincada, caracterizada pelo uso de técnicas manuais e tecidos preciosos dignos de um ateliê de couture.

Atuando como criador de moda há mais de 10 anos, Luiz Cláudio ganhou destaque na mídia nacional pela primeira vez em 1999, quando ainda estudante, ao ganhar o 1° lugar nacional do finado prêmio Smirnoff Fashion Awards. Em 2000 Luiz se formou em moda pela Universidade Federal de Minas Gerais e desde então já passou pela equipe de estilo de importantes marcas que fazem parte da história da moda mineira.

Em 2001 criou sua marca homônima, experimental e sofisticada – e que atendia apenas sob encomenda. Em 2006 chegou a Apartamento 03, focando em uma produção de maior escala, mas ainda mantendo a alta qualidade dos tecidos e as delicadas técnicas artesanais de construção.

A devoção aos tecidos e linhas veio cedo, vendo a mãe costurar em casa. Talvez por isso Luiz mantenha uma relação afetuosa com seus tecidos – recorta, trança, amassa, costura, descostura – em uma transformação que parece pura mágica.

(Fonte: apartamento03.com.br)

 

Ratier

Sexta-Feira
26/04/2019 - 18h30
Sala 1

Ratier

Conhecido no universo noturno como o dono da  D-Edge   - marca da música eletrônica em São Paulo -   Renato Ratier , de 43 anos, tem uma conexão forte com a moda.

"O estilista morou um tempo em Los Angeles e, quando voltou, fundou sua confecção em Campo Grande e tinha uma loja que misturava coisas para casa, roupas e discos. A música e a moda sempre caminharam lado a lado na vida de Ratier".

Parte de uma família de tradição agropecuária e ainda no comando de algumas fazendas, o DJ e estilista estreou no  São Paulo Fashion Week em 2016 com uma proposta minimalista que se destaca nas passarelas paulistas. 

A marca, no entanto, não atende apenas aos homens de senso estético refinado como também a mulheres que procuram no Brasil peças  clean  que, com  shape  mais folgado, se traduzem como algo quase unissex.

(Fonte: Vogue)

 

 

Haight

Sexta-Feira
26/04/2019 - 19h30
Sala 2

 

 
 

Ronaldo Fraga

Sexta-Feira
26/04/2019 - 20h30
Sala 1

Ronaldo Fraga

Formado pelo curso de estilismo da UFMG - Belo Horizonte, pós-graduado na  Parson's School de Nova York e Millenery pela San Martins School de Londres.

Em 1996, quando a moda "virou moda" Fraga retornou ao Brasil e foi selecionado para fazer parte do casting do evento Phytoervas Fashion.

A coleção "Eu Amo Coração de Galinha" abordou as diferenças entre o universo público e privado e conquistou sucesso de público e crítica pela ousadia, humor e profusão de cores, num momento em que o espírito clean ditava a moda do momento.

A marca Ronaldo Fraga existe desde 1997, comercializada em duas lojas próprias (Belo Horizonte e São Paulo), tem 30 pontos de venda no país e já conta com a sua segunda linha, Ronaldo Fraga para Filhotes, voltada para o público infantil. 

Hoje a grife também integra o elenco de designers do Calendário Oficial da Moda Brasileria.

(Fonte: ABEST)

 

6427/

Projeto Estufa | Lucas Leão

Sábado
27/04/2019 - 15h00
Sala 2

Lucas Leão

Este carioca do Méier é um dos integrantes de um coletivo batizado Órbita.


Seu trabalho, também de vocação experimental, flerta com a arte e o streetwear.

(Fonte: Estadão)

 
 


Projeto Estufa | Korshi

Sábado
27/04/2019 - 15h15
Sala 2

Korshi

Criada pelo designer Pedro Korshi, a Korshi tem como principal trunfo as construções e modelagens que permitem que uma mesma peça seja usada e montada de diversas formas.

Na Korshi 01, versatilidade gera sustentabilidade.

(Fonte: Estadão)

 

 
 

Projeto Estufa | LED

Sábado
27/04/2019 - 15h30
Sala 2

LED

A marca foi criada pelo designer Célio Dias em 2015, que buscava ver nas ruas, as ideias de moda como um estilo cosmopolita, irreverente, elegante e universal.

 

Projeto Ocksa

Sábado
27/04/2019 - 16h30
Sala 1

Vídeo não disponivel pela a Organização

Homenagem a Tales Cotta

Ocksa , que   quer dizer ‘igualmente', foi criadas pelos talentosos  Igor Bastos e Deise Witz.

Apesar de jovem (a mesma tem apenas três ano, a label já faz um baita barulho. Tanto que, além de dar o ar da graça na  Casa dos Criadores , em São Paulo, evento que apresenta os new designers do momento, a  Ocksa  já deu o ar da graça nas passarelas de Berlim e Vancouver, além de ter estreado no SPFW este ano.

Quanto ao seu DNA,  marca  segue um  conceito inovador , já que aposta em peças com pegadas  neutras  (genderless), cool e atemporal ao mesmo tempo. A título de curiosidade, a  grife  desenvolve duas coleções anuais sob a mesma temática que, a minha ótica, também pode se traduzir em comprometimento com o processo criativo.

(Fonte: umataldeflávia.com)

 

Flávia Aranha

Sábado
27/04/2019 - 17h30
Sala 2

Vídeo não Disponível pela a organização.

A estilista  Flavia Aranha , 31 anos, passou a infância entre quintais do interior, fins de semana na fazenda e aulas de arte. Cresceu avessa a shoppings, consumo excessivo e, não à toa, não se adaptou quando foi trabalhar na indústria convencional de moda uma das mais poluentes do mundo, na qual trabalhou por longos cinco anos após se formar.

Neste período Flavia passou por vários setores de uma grife badalada, porém distantes de seus valores. Quando chegou a um cargo que a permitia viajar para acompanhar compras e pesquisas internacionais, ela se viu diante do real e injusto universo de trabalho têxtil da  Índia  e da  China .

Flávia estudou moda na Saint Martins, em Paris, mas formou-se em estilista por uma universidade paulistana. O conhecimento com tingimento natural, sua marca registrada e técnica na qual é pioneira, porém, é fruto de uma profunda pesquisa pessoal pelo mundo e que nunca para.

Quando pediu demissão da marca convencional para a qual trabalhava, Flavia tirou um sabático e da Índia ao Canadá estudar com os maiores especialistas do mundo inteiro.

É no ateliê, nos fundos da loja, localizada em uma casinha charmosa na Vila Madalena, em São Paulo, que as peças são costuradas cruas e, depois, passam pela alquimia: a acácia negra rende um elegante rosa – que, dependendo da combinação, pode variar na tonalidade. Juntos, casca de cebola e repolho, ambos na versão roxa, parecem ingredientes de uma bela sopa. Mas, surpreendentemente, resultam em um verde (meio militar, porém mais suave) dos mais chiques.

De Pirenópolis, interior de Goiás, vem o algodão orgânico fiado à mão. Do Sul, lã e seda. Atualmente, Flavia ainda tem feito parcerias com restaurantes locais para aproveitar o resto de insumos usados nas refeições, como as cascas de legumes.

O orgulho de Flavia no momento é poder compartilhar seu conhecimento. Desde maio ela tem aberto seu  ateliê  para oficinas e workshop de tingimento natural e outras técnicas artesanais, além de ter estreado no SPFW este ano.

(Fonte: A Naturalissima)

 
 

Ponto Firme

Sábado
27/04/2019- 19h30
Sala 2

Vídeo não Disponível pela a organização.

Uma ideia que une crochê e o desejo de um futuro melhor foi parar nas passarelas do maior evento de moda do país.

O projeto Ponto Firme, do estilista Gustavo Silvestre em parceria com a Círculo, usa o crochê como forma de ocupação para detentos.

A prática manual que no início causou estranhamento, logo se tornou uma paixão entre os detentos da penitenciaria Adriano Marrey, em Guarulhos (SP).

O estilista ensina crochê aos detentos há dois anos e meio e já formou 120 alunos. 

A dedicação à arte foi tanta que juntos produziram uma coleção inteira de roupas que desfilou na São Paulo Fashion Week, nesta última edição.

(Fonte: circulo.com.br)

 

Cavalera

Sábado
27/04/2019 - 20h30
Sala 1

Não Disponível pelo site oficial

Ícone da cultura de vanguarda de uma geração, a Cavalera se destacou no cenário nacional por traduzir o universo da música e dos esportes através de suas irreverentes coleções de streetwear.

Criada em 1995, por Alberto Hiar e pelo músico Igor Cavalera, baterista da banda Sepultura, a marca se destaca por sua capacidade de se reinventar a cada temporada. Ao longo de sua trajetória, a Cavalera contou com importantes nomes que atualmente compõem a elite da moda brasileira. Hoje sua equipe de estilo é formada por um coletivo de jovens talentos da nova geração.

Apostando no poder da dupla camiseta e calça jeans, a Cavalera passou a investir também no segmento de jeanswear, adotando a camiseta como outdoor e o jeans, batizado jeans d'ouro, como uniforme da marca.

A Cavalera conta lojas próprias e franquias nas principais capitais do país, além de estar presente em cerca de 800 multimarcas. Depois de conquistar o Brasil com sua atitude original, o próximo passo da Cavalera é expandir seus horizontes para mercado exterior.

(Fonte: ABEST)

 
 
EDIÇÃO N 46 EDIÇÃO N 45 EDIÇÃO N 44 EDIÇÃO N 43